12 jun, 2017

Receita própria de Porto Alegre apresenta crescimento de 7% no primeiro quadrimestre de 2017

Presidente da AIAMU, Joarez Tejada Franceschi, destaca a importância do trabalho realizado pelos auditores-fiscais da receita municipal da capital para este resultado

O crescimento de quase 7% na arrecadação da receita própria da Prefeitura de Porto Alegre na comparação do primeiro quadrimestre de 2017 com o mesmo período de 2016 é uma mostra da eficiência do trabalho desenvolvido pelos profissionais que atuam na Secretaria Municipal da Fazenda porto-alegrense. A avaliação é do presidente da Associação dos Auditores-Fiscais da Receita Municipal de Porto Alegre, Joarez Tejada Franceschi, para o qual, o incremento reflete todo o conhecimento e empenho da categoria no sentido de viabilizar o crescimento da arrecadação tributária da capital gaúcha, com forte combate a sonegação e promoção de justiça fiscal.

– Tivemos a oportunidade de acompanhar a apresentação que o secretário da Fazenda, Leonardo Busatto, realizou na Comissão de Economia, Finanças, Orçamento e do Mercosul da Câmara Municipal de Porto Alegre, no dia 30 de maio, e ficamos satisfeitos em observar que as receitas próprias tiveram um crescimento substancial. Estamos sempre focados em fortalecer o fisco municipal, permitindo que a cidade seja beneficiada com os recursos necessários para a melhoraria da qualidade de vida da população – enfatiza Joarez Franceschi.

Entre os aspectos positivos apontados pelo presidente da AIAMU, estão a alta de 19,75% na arrecadação do Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU), que totalizou, no primeiro quadrimestre do ano, R$ 225,96 milhões e a variação positiva de 0,01% do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN), que somou R$ 280,48 milhões nos primeiros quatro meses de 2017.

– O fato de ainda estarmos vivendo um período conturbado na economia do país acaba se refletindo na arrecadação dos tributos. Porto Alegre não foge deste cenário, mas os resultados apresentados servem de incentivo para continuarmos trabalhando com seriedade e buscar melhorar a situação fiscal do município – lembra Franceschi.

Conforme os dados apresentados pelo secretário municipal da Fazenda de Porto Alegre, entre janeiro e abril as receitas totalizaram R$ 2,06 bilhões, uma variação de 0,72% na comparação com o mesmo período do último ano, enquanto as despesas cresceram 0,38%, passando de R$ 1,83 bilhão nos primeiros quatro meses de 2016 para R$ 1,84% bilhão no primeiro quadrimestre de 2017.

Além do presidente Joarez Tejada Franceschi, também representou a AIAMU na audiência a diretora de Assuntos Parlamentares, Danieli Ely Martins.

Trackback URL: http://playpress.com.br/2017/06/12/receita-propria-de-porto-alegre-apresenta-crescimento-de-7-no-primeiro-quadrimestre-de-2017/trackback/

Leave a comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *