12 set, 2018

Cresce procura por linhas de crédito para Energia Solar

Empresas de diferentes segmentos e portes apostam na utilização de recursos renováveis para minimizar o desgaste do Planeta e reduzir os cursos dos empreendimentos

No momento em que o olhar da sociedade se volta para a redução do desperdício e para a importância de um mundo mais autossustentável, os empresários buscam alternativas para modernização de seus sistemas e equipamentos, de forma a contribuir para a sustentabilidade do Planeta. Uma opção é a utilização do financiamento bancário para a montagem de um sistema de captura de energia solar. Esse é um dos estudos e planejamentos com os quais a JPG Group tem contribuído com o empresariado gaúcho, auxiliando os empreendedores na formatação de um projeto a ser apresentado aos bancos.

De acordo com dados do Relatório Síntese do Balanço Energético Nacional – BEN 2018, elaborado pela Empresa de Pesquisa Energética, 43,2% da energia utilizada no Brasil é proveniente de fontes renováveis. Dessa quantidade, somente 5,8% é obtida por meio de lixíva e outras fontes, como a energia solar. Apesar de a energia solar não ser a principal fonte utilizada por essa categoria – é a última escolha entre as 7 opções apresentadas: lixívia, biodiesel, outras biomassas, biogás, gás industrial de carvão vegetal, eólica e solar –, é importante destacar que ela vem ganhando destaque no Brasil nos últimos anos. Em 2017, por exemplo, houve um crescimento de 875,6% na utilização da energia solar em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse foi o maior aumento observado entre as opções apresentadas nessa categoria.

Mapeamento nacional elaborado pela Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltáica (Absolar), divulgado em julho deste ano, demonstra que o Brasil alcançou a marca histórica de 300 megawatts de potência instalada em sistemas de microgeração e minigeração distribuída solar fotovoltaica. Essa quantidade abrange residências, comércios, indústrias, produtores rurais e prédios públicos.

O Estado de Minas Gerais lidera o Ranking Nacional Solar Fotovoltaico, com 22,9% da potência instalada. Em segundo lugar, está o Rio Grande do Sul, com 14,5%. O estudo também aponta que os setores de comércio e serviços estão entre os que mais utilizam sistemas de energia solar, perdendo apenas para consumidores residenciais.

De acordo com a Absolar, o Brasil possui hoje 32.033 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, trazendo economia e sustentabilidade ambiental a 38.270 unidades consumidoras. Para fazer isso tudo funcionar, de 2012 para cá, foram investidos mais de R$ 2,2 bilhões na geração de energia solar, em diversas regiões do País.

– A energia solar é hoje uma linha de crédito muito procurada. Por isso, temos cada vez mais contribuído para implantação dos projetos dos nossos clientes, que estão focados na sustentabilidade do País. Uma das nossas atividades é apresentar ao empresário as diferentes linhas de crédito disponíveis atualmente pelos bancos brasileiros. O Badesul, por exemplo, realiza financiamentos de longo prazo para projetos do setor público e de empresas privadas, sendo um dos focos do banco exatamente essa linha de crédito para sistemas de energia solar – destaca o presidente do JPG Group, Jaime Panerai Gavioli.

A consultoria da JPG Group vai desde a análise de viabilidade econômica e financeira, até a implantação do sistema de energia solar. O trabalho é acompanhado de perto por profissionais com larga experiência, de forma a oferecer a cada cliente um serviço personalizado às suas necessidades.

Mais informações sobre os serviços do JPG Group podem ser obtidas no site www.grupojpg.com.br.

Trackback URL: http://playpress.com.br/2018/09/12/cresce-procura-por-linhas-de-credito-para-energia-solar/trackback/

Leave a comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *