05 nov, 2018

Manuseio do recém-nascido exige cuidado e delicadeza

Firmeza na cabeça é parte importante no desenvolvimento dos bebês

O controle da firmeza na região do pescoço é um processo natural no desenvolvimento do bebê e exige atenção dos pais e familiares ao manusearem o recém-nascido. A orientação mais importante é que todos precisam sustentar a cabeça e o pescoço com a palma da mão sempre que o tirar do berço ou o carregar no colo. O motivo para isso é que os músculos do bebê recém-nascido não são fortes o suficiente para dar firmeza na cabeça.

– Os pais devem fazer o suporte da cabeça do bebê com suas mãos, de forma a apoiar a região cervical, principalmente quando ao pegar o bebê com a intenção de levantá-lo ou tirá-lo da posição deitada. Por volta dos dois ou três meses de idade, a musculatura começa a ficar mais firme. O bebê que ao passar dos três meses continua com o “pescoço” muito mole, isto é, a região cervical está hipotônica e com isto o bebê acaba por não conseguir fazer este suporte por si mesmo, deve ser avaliado de forma a buscar uma possível causa e independente disto, iniciar uma intervenção de estimulação motora adequada – explica o responsável pelo Comitê de Desenvolvimento e Comportamento da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Renato Santos Coelho.

Geralmente ao final do primeiro mês de vida, o bebê consegue erguer um pouco a cabeça e olhar para os lados quando deitado de bruços. De três a quatro meses há uma evolução e o bebê consegue manter o corpo um pouco erguido com firmeza. A partir dos cinco ou seis meses ele consegue manter a cabeça levantada sem dificuldade. As fases seguintes permitirão que ele role sente e engatinhe.

Trackback URL: http://playpress.com.br/2018/11/05/manuseio-do-recem-nascido-exige-cuidado-e-delicadeza/trackback/

Leave a comment:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *